Pular para o conteúdo

Business Plan: o primeiro passo para se estruturar um negócio

11 de setembro de 2023
Publicado por 3Capital Partners

O Plano de Negócios é uma ferramenta essencial de administração que viabiliza a elaboração detalhada do estabelecimento e funcionamento de uma empresa.

Ao construí-lo, o empresário consegue ter uma visão estruturada dos produtos, processos, alavancas de valor, diferenciais competitivos e proposta de valor que será oferecida ao mercado e ao público-alvo.

O que é um plano de negócios?

O documento de plano de negócios, conhecido como business plan, é um registro que explica em detalhes a estratégia de um futuro empreendimento ou de uma empresa já em funcionamento. Esse documento delineia o conceito do empreendimento, apresentando seus alvos e características distintivas no mercado. Adicionalmente, estabelece uma programação para atividades como identificação do público-alvo, entrada no mercado, administração das operações e projeções financeiras. Por último, avalia a viabilidade da companhia em situações pessimistas e otimistas.

De maneira sucinta, o plano de negócios atua como uma conexão entre as concepções dos empreendedores e as práticas dos empresários. O plano expõe a lógica subjacente à criação do empreendimento, bem como a lógica subjacente à sua oferta e geração de valor.

Empreendedores redigem um plano de negócios quando estão prestes a iniciar um novo negócio, quando buscam registrar a posição de um empreendimento já estabelecido, ou quando desejam formular uma nova abordagem para esse mesmo empreendimento.

Além disso, o plano de negócios proporciona uma visão clara das estratégias da empresa em relação ao mercado, marketing, operações e finanças. Também avalia a viabilidade da empresa, considerando vantagens competitivas e riscos inerentes, bem como receitas e despesas.

Quais são os passos para montar um plano de negócios?

Há várias maneiras de elaborar um plano de negócios, variando desde versões abrangentes até versões mais concisas.

Resumo executivo

Um plano de negócios abrangente deve ter início com um resumo executivo, embora essa seção seja a última a ser redigida pelo empreendedor.

O resumo executivo necessita englobar uma sinopse dos pontos cruciais do plano empresarial, abrangendo os detalhes dos empreendedores e do empreendimento. Dentre esses detalhes estão a experiência profissional e as responsabilidades de cada fundador, a missão da companhia, o segmento de atuação, a estrutura jurídica, a classificação tributária, o capital investido e as fontes de financiamento.

Descrição do negócio

Posteriormente ao resumo executivo, iniciam-se as descrições minuciosas. O plano de negócios se estrutura em oito seções: perfil do negócio, análise de mercado, estratégia de marketing, operações planejadas, projeções financeiras, cenários prospectivos, avaliação estratégica e análise do próprio plano empresarial.

A seção de perfil do negócio, então, enumera o campo de atuação da empresa (incluindo setores como agricultura, indústria, serviços e comércio); sua estrutura legal (abrangendo categorias como MEI, EIRELI, ME, EPP, Sociedade Limitada e Sociedade Aberta); sua categorização tributária (englobando opções como Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido); seu investimento inicial (todas as contribuições feitas por cada sócio para o estabelecimento do empreendimento e suas respetivas porções); e, por último, suas fontes de financiamento (sejam elas internas ou externas).

Análise de mercado

A avaliação do mercado inicia-se com uma análise dos clientes. Caso sejam consumidores individuais, um ponto de partida envolve a especificação de faixas etárias, gêneros, estados civis, rendimentos, níveis educacionais e áreas de residência. No caso de entidades empresariais, o empreendedor deve enumerar o setor de atividade, produtos e serviços oferecidos, quantidade de colaboradores, duração de atividade e capacidade financeira.

No entanto, informações demográficas são apenas o começo. Aqueles que elaboram o plano de negócios precisam incorporar as preferências e comportamentos dos clientes, como a quantidade e frequência de aquisição de produtos ou serviços semelhantes, marcas favoritas, locais de consumo, preço médio pago, avaliação percebida do atendimento e da qualidade do produto/serviço, bem como os prazos médios de entrega e pagamento.

Planejamento é chave para um bom negócio

Após essas e diversas outras etapas, é fundamental ampliar a perspectiva do empreendimento, direcionando o enfoque para a elaboração dos planos de marketing, finanças e operações.

É essencial ter em mente que o plano de negócios é um material em constante evolução. É necessário revisá-lo regularmente para se adequar às transformações no modelo de negócios da empresa. Portanto, para além de sua precisão, assegure-se também de que o plano de negócios esteja atualizado.

Conte com quem entende do assunto!

A 3Capital tem experiência elevada no desenvolvimento de planos de negócios. Contamos com profissionais capacitados para captar suas informações e aplicá-las de forma estratégica para que seu novo negócio seja amparado de forma eficiente.

Um bom plano de negócios deve ser construído por quem entende do assunto. Por isso, conte com a gente nesse processo.



Veja outras notícias