Pular para o conteúdo

Conheça os principais erros a serem evitados em um processo de M & A

15 de julho de 2022
Publicado por 3Capital Partners

Fusões e aquisições são, para muitas empresas, a oportunidade de dar um salto em um negócio. Mas alguns cuidados são importantes para que a decisão não se torne um grande problema.

São vários os motivos que levam empresas a passarem por um processo de fusão ou aquisição: algumas precisam de fôlego para se recuperar, outras percebem que crescer de forma orgânica não é a melhor opção e encontram, no M&A, a oportunidade de expandir a capacidade produtiva, adquirir uma carteira de clientes, ou trazer novos produtos e serviços para o portfólio.

Foi o caso da Smart Fit, rede de academias de que comprou a plataforma de exercícios online Queima Diária para ampliar sua expertise no digital; e do Magazine Luiza, varejista que adquiriu o aplicativo de entrega Tonolucro para ampliar sua presença em delivery.

Assessoradas pela 3Capital Partners, ambas operações foram bem sucedidas. Mas o que define o sucesso ou fracasso de uma operação dessas? Continue lendo para saber!

 

Por que as fusões e aquisições nem sempre dão certo?

Muitas fusões e aquisições falham ou são abandonadas por causa de problemas relacionados à criação de valor, regulações, falta de integração ou choques culturais. Por isso, listamos aqui os principais erros – e as dicas para aumentar as chances de sucesso de um processo de M&A. Confira:

 

1. Ignorar ajuda especializada

Muitos executivos decidem começar um processo de M&A com pouca (ou nenhuma) experiência nesse tipo de operação, e sem saber o quão longa e complexa ela de fato é. Para se ter uma ideia, processos de fusões e aquisições levam em média de seis a 18 meses para serem concluídos. Por isso, o primeiro passo é buscar ajuda especializada.

Boutiques de M&A como a 3Capital poderão ajudar a entender o momento e os desafios do negócio para avaliar, primeiro, se uma fusão ou aquisição fazem sentido.

 

É também papel desses conselheiros definir e executar a melhor estratégia de venda e capitalização para crescimento, buscar no mercado o perfil ideal de comprador ou investidor, maximizar o valor de venda de uma empresa, atrair investidores e conectar negócios que tenham sinergia.

 

2. Não preparar a empresa

O processo de fusão ou aquisição é cansativo e inclui uma série de processos, como auditorias internas e externas, balanços financeiros, detalhes relacionados a ESG (sigla para as melhores práticas ambientais, sociais e de governança), contratos com fornecedores, gerenciamento de riscos, projeções e vários outros aspectos que precisam ser considerados.

É preciso ter em mãos demonstrações financeiras bem completas, e se preparar para transmitir com clareza a compradores/investidores os ônus e os bônus de uma eventual fusão ou aquisição.

Transparência e boa comunicação são fundamentais para tornar o processo menos moroso e mais bem sucedido.

 

3. Resistência e choque cultural

O descompasso entre normas e valores comportamentais de duas empresas é responsável pelo fracasso de muitas fusões e aquisições. Tudo piora quando há visões distintas sobre a promoção de políticas de diversidade e inclusão entre os colaboradores.

Por isso, em um contexto de M&A, é importante os gestores de RH se unirem em um único propósito, bem como os conselhos discutirem o potencial de integração de culturas e valores no que diz respeito a contratações e meritocracia.

Essas políticas começam, inclusive, dentro dos conselhos. No ano passado, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos aprovou uma proposta para que as empresas listadas na Nasdaq, a bolsa de valores americana, tenham ao menos dois diretores diversos, incluindo um que se identifique como mulher e outro como sendo pertencente a um grupo socialmente minorizado, como LGBTI+ ou negros. As empresas também passaram a ser obrigadas a divulgar publicamente a diversidade de seus conselhos.

 

4. Falhas na integração de processos e tecnologias

Fala-se muito sobre o choque e a interposição de culturas, instalações e funções no momento de uma fusão ou aquisição. Mas uma das maiores barreiras enfrentadas tem sido a integração de dados.

 

Uma pesquisa da Dell – Dell Global Data Protection Index – revelou que as empresas estão gerenciando dez vezes mais dados do que em 2016. São dados estruturados e não estruturados que têm um valor imenso, tanto financeiro como estratégico para os negócios.

O problema é que, como eles são usados ​​e armazenados de maneiras muito diferentes entre as empresas, a integração pode se tornar um problema.

Para reduzir atritos, vale considerar algumas medidas, como trazer as equipes de TI para o jogo logo no começo do processo de M&A para mapear sistemas legados, cruzar dados e ter uma visão holística dos esforços que serão demandados no momento da integração.

Outras medidas importantes são avaliar a contratação de terceiros para a integração de dados e ferramentas e recorrer a uma consultoria independente para fazer uma auditoria das duas empresas.

Esse cuidado permitirá que as áreas de TI estejam alinhadas e prontas para integrar tecnologias que se comuniquem sem erros e sem colocar em risco a segurança das empresas – outro tema que é levado a sério, especialmente após a entrada em vigor, no Brasil, da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

 

Como ter sucesso em uma operação de M&A?

Por fim, a dica de milhões na hora de estruturar um processo de M&A é se cercar de profissionais experientes que possuam expertise no ramo e possam aconselhar sobre a hora certa e a melhor forma de comprar, vender ou unir negócios que tenham sinergia.

Como disse certa vez o escritor Bo Burlingham, autor de livros como “Small Giants: Companies That Choose to Be Great Instead of Big” (“Pequenas Gigantes: empresas que escolher ser grandiosas ao invés de grande”, em tradução livre): “O fim não é a criação de um negócio de sucesso. Esse é o meio. O fim é a conclusão bem sucedida da jornada. Como os alpinistas sempre dizem, o objetivo principal ao escalar o Monte Everest não é chegar ao cume. É voltar vivo e aproveitar a experiência de tê-lo feito.

Contar com ex-executivos e empresários com mais de 30 anos de experiência e dezenas de operações de M&A realizadas é algo que você encontra na 3Capital Partners, garantindo a melhor solução para o seu negócio: seja a capitalização de investidores para crescimento, trazer um sócio estratégico, ou a venda parcial ou total do negócio. Quer saber mais? Então fale com a gente por aqui.



Veja outras notícias