Pular para o conteúdo

Por dentro do ESG: os primeiros passos para implementar as práticas com Ana Paula Candeloro

24 de janeiro de 2024
Publicado por 3Capital Partners

A trajetória de Ana Paula Candeloro na área de ESG

Ana Paula Candeloro, advisory board na 3Capital, começou sua jornada na área de ESG em 2012, quando decidiu se aprofundar em negócios sustentáveis por meio de uma pós-graduação lato sensu em Cambridge. Essa experiência moldou seu caminho, levando a continuar seus estudos e iniciar um Mestrado de mais 2 anos. Ao retornar em 2015, após concluir os cursos, começou a implementar práticas sustentáveis em ambientes corporativos dentro do mercado financeiro, integrando-as ao compliance e gerenciamento de riscos.

Sua trajetória evoluiu em 2020, quando liderou mentorias de startups, mergulhando no empreendedorismo e inovação. Em 2023, sua saída do mercado financeiro levou-a a ressignificar a empresa que havia fundado em 2011, o Yiesia, consultoria com foco na aceleração de negócios sustentáveis. Além disso, tornou-se membro independente do Comitê de Riscos do Sicredi, focando em riscos socioambientais e climáticos. ‘’Todos esses lugares, que gosto de chamar de espaços potencializadores, me oferecem a oportunidade de colocar em prática tudo que aprendi ao longo dos últimos 12 anos.’’, diz Ana Paula sobre sua vasta experiência no mercado.

Isso culminou na incorporação do ESG estratégico à governança corporativa e nos trabalhos na 3Capital, onde atualmente exerce o papel de conselheira consultiva de estratégia e negócios.

Primeiros passos para implementar o ESG

‘’Com esse histórico, fico confortável em dizer que a importância das práticas de ESG para empresas, independentemente de seu porte, é indiscutível’’, diz a especialista. Essas práticas não apenas constroem reputação e confiança, mas também melhoram a eficiência operacional, reduzem riscos e contribuem para economias de longo prazo. Para pequenas empresas, adotar práticas ESG é uma vantagem competitiva, enquanto para grandes corporações é crucial devido ao impacto significativo que exercem na sociedade, no meio ambiente e na economia.

A implementação efetiva de práticas de ESG exige uma abordagem estratégica e sistemática. Os seguintes passos são fundamentais:

  • Comprometimento da alta direção: garantir o apoio e comprometimento da alta direção, integrando o ESG à cultura e estratégia da empresa;
  • Avaliação de impacto atual: realizar uma avaliação abrangente dos impactos ESG atuais, incluindo emissões de carbono, práticas de gestão de resíduos e diversidade;
  • Definição de objetivos e metas: estabelecer metas mensuráveis para melhorar o desempenho ESG, alinhadas com os objetivos gerais da empresa;
  • Integração na estratégia de negócios: incorporar metas e práticas ESG à estratégia de negócios, garantindo alinhamento com decisões corporativas;
  • Engajamento dos stakeholders: envolver e comunicar-se com stakeholders (partes interessadas) , incluindo funcionários, clientes e investidores, incorporando feedback durante a implementação;
  • Implementação de métricas e monitoramento: desenvolver métricas específicas para medir o progresso e estabelecer um sistema robusto de monitoramento;
  • Treinamento e conscientização: oferecer treinamento sobre práticas ESG e promover a conscientização na empresa;
  • Relatório transparente: desenvolver relatórios transparentes e acessíveis que comuniquem o desempenho ESG da empresa.

Treinamento e conscientização: oferecer treinamento sobre práticas ESG e promover a conscientização na empresa;
Relatório transparente: desenvolver relatórios transparentes e acessíveis que comuniquem o desempenho ESG da empresa.

A trajetória na área de ESG marca uma jornada significativa para as empresas, cujo sucesso está intrinsecamente ligado à efetiva participação de stakeholders, clientes e acionistas. A comunicação transparente emerge como um pilar fundamental nesse processo, construindo confiança, prestação de contas e engajamento efetivo.

Envolver seu público em suas iniciativas ESG não é uma missão tão difícil quanto parece. Isso pode ser feito principalmente por meio de uma comunicação transparente, diálogo proativo, programas educacionais, integração de princípios ESG nos produtos, participação em iniciativas comunitárias, solicitação regular de feedback, divulgação de desempenho financeiro e ESG, e incentivos para acionistas. Essa abordagem bidirecional não apenas fortalece a confiança, mas também demonstra um compromisso tangível com a responsabilidade social e ambiental, promovendo práticas sustentáveis e contribuindo para um impacto positivo na sociedade.

A abertura na comunicação não só fortalece laços, mas também atende às expectativas dos consumidores modernos, cada vez mais preocupados com práticas éticas. O alinhamento com objetivos de sustentabilidade e a mitigação de riscos de reputação são conquistados através dessa transparência, influenciando positivamente a cultura corporativa.

Conte com a 3Capital nessa missão!

A 3Capital destaca-se como consultoria essencial em todo esse percurso, contribuindo para a melhoria da imagem das empresas e aumento do seu valuation – valor da empresa. Seu papel abrange desde a geração de valor para produtos e serviços até o engajamento eficaz de stakeholders. Ao oferecer segurança psicológica, a empresa não apenas atrai talentos, mas também reduz o turnover (rotatividade de colaboradores), promovendo um ambiente operacional confiável.

A implementação de uma eficaz metodologia ESG requer a integração desses princípios na estratégia de negócios. Os critérios-chave para avaliar a qualidade de um programa ESG proporcionam uma visão abrangente do desempenho, adaptando-se às mudanças nas expectativas e no cenário regulatório.

No entanto, a mera implementação dessas medidas não é o suficiente; é essencial acompanhar sua evolução. Medir esse progresso ao longo do tempo demanda metas claras e indicadores de desempenho quantificáveis. Auditorias regulares, comparações com benchmarks (testes de desempenho), setoriais e feedback dos stakeholders são peças-chave nesse quebra-cabeça.

No âmbito financeiro, a consultoria não só protege contra contingências e riscos climáticos, mas também atrai investimentos e parcerias estratégicas. Sua abordagem visa não apenas à rentabilidade, competitividade e aumento de market share (quota de mercado), mas também à construção de um mundo melhor. Ao promover uma visão de longo prazo, a 3Capital impulsiona não apenas os resultados financeiros, mas também a contribuição positiva para a sociedade. Conte com Ana Paula Candeloro e toda a equipe 3Capital, nessa missão!

*Conteúdo exclusivo*



Veja outras notícias